A onde estão todas as ideias do mundo?

Há alguns anos ouvi uma história que me impactou:

“Era sobre um lugar que reunia:

Lindas histórias de amor;

Lindas canções,

Curas para doenças ainda não descobertas;

Livros com muitas invenções inéditas;

Todas estas coisas estavam neste lugar!

Certamente, assim como eu, você deve estar curioso para saber que lugar é este?

Este lugar, para meu e seu espanto, é o: CEMITÉRIO!

As melhores ideias do mundo estão no cemitério.

Seus criadores levaram suas ideias consigo para o tumulo.

Por pura falta de atitude.

A atitude define o resultado, e a falta dela também.

Gostaria de convidar você para refletir sobre isso:

Quanto tempo uma pessoa leva para mudar de atitude?

Na cruz ao lado de Jesus, haviam dois ladrões:

Um dos malfeitores zombava de Jesus;

O outro ladrão reconhece sua condição e se rende ao Salvador.

E Jesus disse a este que ainda naquele dia eles estariam juntos no paraíso.

Um ladrão mudou de atitude em um momento.

O outro, com suas crenças, mesmo diante da morte e diante do próprio Deus, decidiu não mudar.

Assim somos eu e você.

Podemos mudar de atitude neste exato momento!

Nossa atitude pode mudar num milésimo de segundo.

Ou podemos morrer sem mudarmos!

Nossa mudança de atitude só depende de nossa vontade.

Qual será sua atitude diante de suas escolhas!

Água, Vinho, Pedra e Vida!

Água, Vinho, Pedra e Vida!

Se você algum dia frequentou catequese, ou foi há algumas missas, ou ainda frequenta alguma igreja cristã, ou ainda que não frequente, mas já viu algum relato sobre a vida de Jesus, é bem provável que você saiba de duas situações vividas por Jesus, que quero compartilhar com você.

Essas passagens bíblicas, estão no evangelho de João:

Uma delas esta no capítulo 2:

Conta que Jesus foi a um casamento, falta vinho, e as pessoas falam com Jesus.

Jesus pede que encham jarros com água; E transforma a água em vinho.

O milagre é evidente Jesus transformou a água em vinho!

Mas há algo curioso nesta passagem:

“Por quê Jesus pediu para que as pessoas enchessem os jarros com água?

“Por quê Jesus não fez a água surgir nos vasos miraculosamente?

O outro texto, esta no capítulo 11:

Mandam avisar Jesus que Lázaro, seu amigo, estava muito doente.

Jesus vai visita-lo, mas quando chega, Lázaro já estava morto e sepultado havia 04 dias.

Então Jesus pede para que retirem a pedra da gruta onde Lázaro foi sepultado.

E, com, um “grito”, Jesus pede para que Lázaro saia.

E Lázaro sai caminhando da sepultura.

O milagre é evidente, Jesus ressuscita o morto.

Mas também há neste texto, algo igualmente curioso:

Porquê Jesus pediu para que retirassem a pedra?

Porquê Jesus não moveu a pedra com o seu poder?

Há um pensamento muito interessante, atribuído a John Wesley, um pregador inglês, que diz que:

“Deus move o mundo para fazer algo que não podemos fazer!

Mas não move uma palha naquilo que é competência nossa!”

As pessoas não podiam transformar a água em vinho.

Mas podiam encher os jarros com água!

As pessoas não podiam ressuscitar o morto.

Mas podiam mover uma pedra.

Baseado nessa história, talvez as perguntas que devamos fazer frequentemente para nós mesmos são:

Quais são as pedras que precisamos mover?

Quais são os jarros que precisamos encher?

Façamos a nossa parte.

E Deus certamente fará a parte d´Ele.

ENTUSIASMO

ENTUSIASMO!

 A palavra entusiasmo vem do grego, “em” + “theos” que quer dizer “em Deus” ou um deus dentro de si.

Os atores gregos, representavam seus deuses de tal maneira que diziam que estavam endeusados ou entusiasmados, ou que estavam cheios de deus.

Nos diais atuais quando nos referimos ao entusiasmo descrevemos uma pessoa que realiza alguma atividade com paixão, dedicação, alegria e prazer.

Um entusiasta não se deixa abater frente a dificuldades e desafios, e transmite muita confiança em suas ações.

Alguns estudiosos afirmam que existem dois tipos de entusiasmo:

O endógeno, que é gerado dentro do próprio indivíduo;

E o exógeno, que depende de um estímulo externo, chamado comumente de motivação.

Estou convencido de que as circunstâncias não podem definir nosso estado de espírito. Devemos buscar mais a ajuda que vem do alto do que a auto-ajuda.

Na bíblia, no livro de Salmos, capitulo primeiro, diz que Feliz é o homem que tem prazer na lei do Senhor e nela medita de dia e de noite!

Muitas empresas nos procuram para realizarmos palestras de motivação para suas equipes.

Atendemos a estas oportunidades adotando os seguintes princípios:

  • Procuramos conhecer a equipe para quem iremos falar: Sua realidade, sua necessidade, suas queixas e desafios;
  • E customizamos uma mensagem de conteúdo sólido, com o propósito de despertar nas pessoas o desejo de buscarem ter melhores resultados.

Lembrando sempre que se queremos um resultado diferente precisamos agir de modo diferente.

Talento

TALENTO

Outro dia em um mural de uma empresa, eu vi um enunciado que dizia algo mais ou menos assim:

Não percam nossa noite de Talentos!

Não é difícil imaginar que tipo de evento é esse, um encontro onde pessoas irão demonstrar suas habilidades nas mais diversas áreas.

Na atualidade, se você procurar nos canais de TV, aberta ou fechada, rapidamente encontrará programas de reality show, que exploram os talentos diversos de anônimos buscando a fama ou simplesmente aumentar os dígitos de suas contas bancárias.

A palavra talento deriva do latim “talentum” e do grego: “talanton”.

Ambas significam uma escala de medida de valor;

Nos primórdios a palavra muitas vezes se confundia como se significasse uma moeda, mas servia como medida de peso para o ouro e a prata, algo entre 25 e 33 kgs.

Há uma passagem bíblica muito famosa chamada de “Parábola dos talentos!”, esta no evangelho de Mateus, capitulo 25, dos versos 15 ao 30.

Historiadores afirmam que após a “Parábola dos Talentos” esta palavra passou a ter um outro significado:

O significado de inclinação natural de uma pessoa para realizar determinada atividade. Um dom natural ou adquirido, uma inteligência excepcional.

No texto bíblico, diz que haviam 03 pessoas que receberam quantidades diferentes de “talento”.

Enfatizando que cada pessoa recebeu de acordo com sua capacidade.

E diz que uma dessas pessoas, literalmente, enterrou o talento que tinha.

Gostaria de lhe convidar a refletir sobre esta questão!

Você julga ter algum talento?

Você reconhece que tem habilidades que outras pessoas não tem?

Trazendo isto para nossa realidade:

Se nós temos algum talento é por que temos capacidade para executá-lo.

Na parábola dos talentos uma das pessoas literalmente enterrou o talento que tinha.

Baseado nesta reflexão

  1. O que você esta fazendo com o talento que tem?
  2. Você já parou para pensar, quê em algum lugar, o seu talento seria de extrema necessidade?

Mais importante do que “ter” é o uso que fazemos daquilo que temos!

Com fé e sem medo!

ClickRAW-41

Quando criança, em uma viagem com meu pai, era madrugada e estava muito escuro, o lugar era ermo…

O mato cercava a estrada lado-a-lado;

Perguntei a meu pai, se ele não tinha medo de dirigir naquela escuridão!

Ele diminuiu a velocidade e encostou o carro, desligou o motor, apagou as luzes, abriu a porta, e desceu lá fora, foi até a frente do carro, e dali desafiou todos os meus medos!

Então fui convidado a sair do carro e ir lá fora no escuro…
E sabe o quê aconteceu???

Acesse o áudio e ouça a história na íntegra!

Hedonismo

ClickRAW-17

Outro dia vi na TV a cabo um programa, destes que vendem de tudo, vendendo um equipamento para exercícios físicos, em que ao invés da pessoa movimentar o equipamento, o equipamento é quem movimenta a pessoa.
O apresentador dizia: “Não é fantástico, enquanto você faz outra coisa, ou não faz nada, o equipamento movimenta seus músculos através da trepidação queimando a gordurinha localizada, além de tonificar toda a musculatura”.

Esta preocupação em ganhar sem ter que gastar ou em ter resultados rápidos sem ter esforço, esta necessidade em obter conforto e prazer a qualquer custo, é uma característica hedonista, e esta filosofia esta intrínseca na sociedade.

Ouça e entenda este artigo na íntegra, acessando o áudio!

« Older posts